Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Tipos de parto: conheça as características e diferenças dos 8 tipos

Você sabia que existem 8 tipos diferentes de parto?

É uma loucura isso: tantos tipos de parto! Existem muitas classificações diferentes para o parto. E a mulher grávida que já tem trocentos assuntos na cabeça, fica quase maluca com tantas “opções” e informações.

Muitas vezes, essas classificações consideram a posição da mãe na hora do parto (deitada, sentada, de pé ou de cócoras). Ou ainda, o local onde o parto é realizado (em casa, no hospital, na banheira)…


Preocupada sobre como ficará a sua barriga depois do parto? Saiba que é possível fazer com que ela volte ao normal, rápido!


Esses dias vi uma enfermeira falando desses oito tipos diferentes de parto! Peraí, minha gente! Será que precisa de tudo isso mesmo? Confesso que eu não tinha ideia disso tudo…

Para ajudar a esclarecer a cabeça da mamãe super poderosa, fiz uma pesquisa! Também me ajudou a entender algumas coisas sobre todos esses tipos de parto. Por isso, eu trouxe o conteúdo dessa pesquisa para você, aqui nesse artigo!

Explore bem cada possibilidade! Para que assim, você possa entender bem como funciona. Além de sentir mais à vontade na hora de escolher qual tipo de parto será mais adequado para você e seu bebê!

Tipos de Parto: Cesárea ou Cesariana

Conhecido tanto como cesárea quanto como cesariana, esse tipo de parto é um dos mais comuns. Embora o mais indicado seja  parto normal.

Isso porque esse tipo de parto trata-se de um processo cirúrgico, de fato. Ele é feito através de uma incisão no abdômen e na parte inferior do útero, para a retirada do bebê.

É indicado se houver um impedimento para o parto normal. Ou se a mulher tiver riscos de hemorragia, descolamento de placenta, problemas de coluna ou quadril, cardiopatias, diabetes gestacional ou hipertensão.

Quando a mãe não tem dilatação no parto normal, às vezes, é indicada a cesárea. No entanto, devido a certa comodidade que ela oferece, até mesmo por não apresentar nenhuma dor na hora do parto, acabou se tornando um método meio “banalizado”.

mamae_superpoderosa_tipos_de_parto_cesarea
A cesárea tem sido um dos tipos mais comuns de parto, embora seja indicado somente para casos específicos

Com isso, a cesárea acaba sendo escolhida mesmo quando a mulher tem plenas condições de ter um parto normal. Lembrando que há riscos de infecção, hemorragia, complicações da anestesia ou mesmo acidentes próprios à cirurgia.

A cicatrização também exige atenção das mães e a recuperação costuma ser mais demorada.

Além disso, alguns casos como: cordão enrolado no pescoço do bebê, bebê grande demais, mulher pequena, obesa ou magra demais, ou se há muito ou pouco líquido amniótico; são situações contraindicadas  para realização da cesárea.

Tipos de Parto: Normal

Esse parto ocorre pela via vaginal, entre a 38ª e a 40ª semana de gestação e quando o bebê está “a termo”.

A mulher entra em trabalho de parto e as contrações são o indicativo de que está na hora de o bebê nascer. Especialmente quando as contrações chegam a cada cinco minutos.

A dilatação do colo do útero atinge até 10 centímetros aproximadamente. Isso, para que o útero possa empurrar o bebê para fora, com a ajuda da força da mãe.

mamae_superpoderosa_tipos_de_parto_normal
O parto normal ocorre quando o bebê sai pelo canal da vagina, e é o tipo mais indicado de parto

Esse parto acontece sem o uso de fórceps ou outro meio para retirar o bebê do canal do parto. Mas pode ocorrer intervenções, como por exemplo, a aplicação de anestesia para diminuir a dor.

Tipos de Parto: Natural

O parto natural é muito parecido com o parto normal. No entanto, a principal diferença entre os dois é a intervenção.

O natural começa de forma espontânea. Ele continua sem que ocorra eventual indução por meio de ocitocina ou rompa a bolsa para acelerar as contrações.

Além disso, esse processo é sem corte no períneo ou empurrão na barriga para encurtar o período expulsivo. O parto natural também não tem anestesia.

Em resumo, o bebê nasce sem nenhum tipo de intervenção, sendo todo o parto realizado unicamente pela natureza do corpo feminino.

Tipos de Parto: Humanizado

O tão falado e comentado parto humanizado tem feito cada vez mais sucesso entre as mamães atuais. No entanto, muita gente confunde, mas o parto humanizado não é um tipo de parto ou uma técnica.

É apenas um conceito ou forma de enxergar todo o processo do parto, onde a vontade da mulher é respeitada e a saúde e o bem-estar da mãe e do bebê são considerados como primordiais.

mamae_superpoderosa_tipos_de_parto_bebe_humanizado
O parto humanizado tem se tornado muito popular nos últimos anos

Para o Ministério da Saúde, parto humanizado significa o direito que toda gestante tem de passar por consultas de pré-natal, ter sua vaga garantida em um hospital na hora do parto e ter o direito a um acompanhante que ela escolher.

Para alguns hospitais brasileiros significa a presença de um acompanhante, música na sala de parto e a permissão de ficar alguns minutos com o bebê logo após o parto e antes dele ser levado para o berçário.

Novos conceitos do parto humanizado

Mas também pode ir além disso. Hoje, existem algumas organizações e movimentos sociais, como o Rehuna (Rede Brasileira pela Humanização do Nascimento), o “Parto do Princípio” e as ONGs Bem Nascer e Despertar do Parto.

Essas instituições entendem que parto humanizado é dar à mulher e ao bebê o papel de protagonistas do nascimento. Isso, de forma que o parto ocorra voltado para as escolhas e necessidades individuais de cada mulher.

Se a mulher vai escolher dar à luz de cócoras ou na água, quanto tempo ela vai querer ficar com o bebê no colo após seu nascimento, quem vai estar com ela nessa hora, se vai amamentar assim que o bebê nascer.

Se vai cortar o cordão umbilical logo depois ou esperar um pouco… enfim, tudo isso faz parte das escolhas dela e, portanto, asseguram um parto humanizado.

Sendo assim, minha gente, é possível sim, ter uma cesárea humanizada! Isso ficou bem mais claro para mim, depois de entender esse conceito.

Um parto humanizado não é necessariamente aquele na banheira, com luzes e música especial.

Independente da escolha que você fizer, é possível buscar e garantir que seu parto seja humanizado. Afinal, você e seu bebê são protagonistas dessa história e desse momento lindo e único que é o nascimento!

Tipos de Parto: Cócoras

O parto de cócoras também é um parto normal e natural. A única coisa que muda nesse caso, é a posição da mãe. Ao invés de ficar em posição ginecológica como nos partos tradicionais, fica em posição de cócoras.

 

mamae_superpoderosa_tipos_de_parto_cocoras
O parto de cócoras é um parto natural em posição diferente

O parto de cócoras costuma ser um parto bem mais rápido, já que tem a gravidade favorecendo a saída do bebê. Por isso, acaba sendo mais mais cômodo para a mãe, além de possibilitar que ela faça menos força para o bebê nascer.

Também é mais saudável para o bebê, pois, na posição de cócoras, não ocorre a compressão de importantes vasos sanguíneos, como acontece quando a mulher está deitada de costas.

O parto nessa posição é indicado para gestantes que tiveram uma gravidez saudável e sem nenhum agravante. Como por exemplo, problemas de pressão alta.

Outro ponto é que o parto de cócoras é indicado somente nos casos em que o feto estiver na posição cefálica, ou seja, virado de cabeça para baixo.

Tipos de Parto: Dentro da água

Assim como o parto de cócoras, o parto dentro da água também é um tipo de parto normal. Nesse caso, a diferença é que a mulher tem o bebê dentro de uma banheira e, portanto, o bebê nasce dentro da água.

mamae_superpoderosa_tipos_de_parto_casal
Hoje em dia é muito comum ter o parto dentro da água, para facilitar a saída do bebê

O bacana de fazer o parto dentro da água, é que dessa forma, o bebê nasce de uma maneira extremamente tranquila. Tanto, que na grande maioria das vezes o bebê nem chora, pois, não percebe que está fora da barriga.

Como dentro da barriga o bebê fica no saco amniótico, envolto por líquido, ele se sente no mesmo ambiente quando sai na água da banheira.

Além disso, a água proporciona um conforto muito maior para a mãe. Isso porque ajuda a aliviar a dor do parto e o mal estar das contrações.

Tipos de Parto: Leboyer

Aposto que a maioria das mamães super poderosas que lerem esse artigo estranharão ao ler esse tipo de parto: Leboyer. Confesso que eu, particularmente nunca tinha ouvido falar disso.

Acontece que, no final das contas, é outro tipo de parto normal, também humanizado e natural. A diferença aqui, são alguns requisitos inseridos por um obstetra francês chamado Leboyer (daí o nome…).

Ele sugere criar um ambiente o mais tranquila possível, para que o bebê possa nascer da maneira menos traumática possível. Como por exemplo, no local de nascimento deve haver pouca luz para não incomodar o bebê.

Além disso, as pessoas devem falar baixo. Se a mãe desejar, pode haver alguma música tranquila e relaxante para a hora que o bebê nascer. O bebê é colocado no peito da mãe assim que nasce, e o cordão só é cortado quando para de pulsar.

Por fim, o bebê é colocado em imersão na água morna. Isso, para que sinta com tranquilidade a transição do ambiente da barriga para o ambiente externo. Lembrando que todo o parto é conduzido pela mãe, sem que haja nenhuma interferência.

Parto à Fórceps

O parto a fórceps ocorre quando é necessária a utilização de pinças chamadas fórceps ou do vácuo extrator (ventosas), para auxiliar a saída do bebê pelo canal da vagina.

Quando o parto se prolonga demais ou há complicações que implicam na saída do bebê, como quando ele fica preso no canal da vagina, pode ser preciso utilizar esses recursos.

No entanto, para que essas técnicas possam ser utilizadas é preciso que a bolsa tenha estourado. E também, o colo do útero precisa estar completamente dilatado e a cabeça do bebê deve estar encaixada perto da abertura vaginal, pronta para sair.

O bebê e a mãe podem apresentar algumas lesões causadas pelas pinças. Mas que tendem a desaparecer dentro de alguns dias após o parto. No entanto, é preciso que o médico tenha bastante experiência com esse tipo de parto, visto que o bebê é puxado pela cabeça.

Conclusão: Pronta para decidir?

Bom, apesar de tantos detalhes sobre tantos tipos diferentes de parto, o mais importante é que você tenha um bom acompanhamento médico para que juntos, possam saber quais partos são adequados para você e seu bebê.

Então, após constatar as opções, você pode pensar com calma e escolher qual é o tipo de parto ideal para vocês. Pense no seu bem-estar, no do seu bebê, e no quando esse momento precisa ser único e inesquecível.

mamae_superpoderosa_tipos_de_parto_bebe_mamando
O mais importante é que a mamãe escolha o melhor tipo de parto para ela e seu bebê, para tê-lo nos braços da melhor maneira possível

Fato é que a escolha do tipo de parto é da mãe. Não entendo essa necessidade que as pessoas têm de querer dar palpite ou escolher o tipo de parto que outra mãe vai ter.

Lembre-se: informação é tudo para que você possa se posicionar e saber se defender, se for preciso. Por isso, se você tiver dúvidas, medos, incertezas, enfim, pergunte, pesquise, informe-se! Isso é fundamental, para que não haja nenhum estresse no tão esperado dia!


Outros temas interessantes que pode te ajudar também, são:


 

Seja protagonista do seu próprio parto e dona do seu corpo. Combinado amiga mamãe super poderosa? 😉

Não se esqueça de escrever aqui para contar sobre seu parto, como você quer que seja ou talvez, como foi. Se tiver alguma informação que você não encontrou aqui, escreva também para que eu possa te ajudar, ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *