Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Alimentação na gravidez: dicas saudáveis para você e o bebê

Você tem cuidado da sua alimentação durante a gravidez com todo o cuidado que tem que ter?

A alimentação na gravidez é um fator essencial para garantir que a gestação seja saudável. Por isso, apesar de haver uma vidinha sendo gerada dentro de você, não se deve pensar em comer bastante, mas sim em comer bem.

Essa conversa que dizem por aí então, de que é preciso comer por dois durante a gravidez, é totalmente furada. Pois, durante a gestação é preciso comer BEM e isso não significa comer muito.


Entenda mais sobre o parto normal e tire todas as suas dúvidas sobre esse parto que é rodeado de mitos e verdades


O seu organismo está passando por diversas transformações avassaladoras. Sem contar que a formação e o desenvolvimento do bebê exigirá muito do seu organismo também. Por isso, você precisa suprir todas as necessidades do seu corpo.

Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes é fundamental para a alimentação na gravidez. Pense que tudo o que você ingerir será consumido pelo bebê na sua barriga, também. Por isso, é imprescindível consumir alimentos saudáveis.

Veja as dicas que eu trouxe aqui para ajudar as minhas amigas mamães super poderosas a garantir uma excelente alimentação na gravidez.

Coma bem, tenha uma gestação mais tranquila e na hora de receber o seu bebê, ambos estarão cheios de saúde e disposição! 😉

Qual a importância de uma boa alimentação na gravidez?

Manter uma alimentação na gravidez, saudável, é essencial para garantir um equilíbrio adequado no corpo da mãe e, consequentemente, proporcionar que o bebê se desenvolva com saúde.

Abusar de alimentos saudáveis e variar o cardápio de alimentos naturais, são essenciais para garantir a absorção do maior número de nutrientes possível.

mamae_super_poderosa_alimentacao_na_gravidez_frutas
É muito importante variar nos tipos de vegetais que você consome, para garantir o máximo de nutrientes

Se você consumir alimentos ricos em gorduras e açúcares, por exemplo, você engordará demais podendo prejudicar o desenvolvimento do bebê e até mesmo ocasionar um parto prematuro.

Alimentação na gravidez: o que não pode faltar no prato

Para a alimentação na gravidez, o que não pode faltar no prato de uma gestante é o mesmo que não deveria sair nunca do nosso prato: alimentos naturais e saudáveis!

mamae_super_poderosa_alimentacao_na_gravidez_alimentos
A dieta na gestação deve ser rica em frutas, legumes e verduras

No entanto, alguns alimentos são ainda mais indicados para a alimentação na gravidez, pois, contribuem significativamente para o desenvolvimento do bebê, como verduras escuras, por exemplo.

Brócolis, espinafre, escarola, couve, etc., são verduras ricas em ácido fólico e demais nutrientes essenciais para o desenvolvimento cerebral do bebê.

Mas veja uma lista bacana de alimentos que você deve consumir tanto quanto puder:

  • Ovos bem cozidos;
  • Legumes e verduras;
  • Frutas;
  • Proteínas magras (peixe, frango, carnes magras);
  • Água;
  • Cereais.

O que grávida não pode comer durante a gestação

Apesar de ser evidente que alguns alimentos como os ricos em gorduras, sal e açúcar, devem ser evitados na alimentação na gravidez, há ainda outros alimentos que podem apresentar algum risco para o desenvolvimento do bebê.

Carne crua ou mal passada, mariscos, peixe cru, ovo mal cozido e vegetais mal lavados, podem conter o parasita que causa toxoplasmose. Essa doença causa danos cerebrais no feto, além de cegueira. Por isso, é muito importante evitar esses alimentos.

Alguns tipos de chás, como de canela, por exemplo, podem causar aborto. Café em excesso também deve ser evitado.

Bebidas alcoólicas devem ser evitadas, pois, o álcool na corrente sanguínea vai direto para a placenta. O fígado do bebê demora duas vezes mais do que o de um adulto, para metabolizar o álcool, podendo causar danos ao seu desenvolvimento.

Alimentação para gestante: Como devem ser distribuídas as refeições ao longo dos dias

É muito importante que a gestante evite ficar sem comer por mais do que três horas. Por isso, é importante sempre levar alguma coisa na bolsa quando sair de casa, lembrando de optar por frutas e outros lanchinhos saudáveis.

Além disso, tente fazer seis refeições por dia, sendo: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite.

Alimentação na gravidez: posso comer por dois?

Isso é um dito popular muito comum, mas que não faz muito sentido. É normal que a mulher sinta mais fome durante a gestação, e assim, passe comer com mais frequência. Mas comer em dobro de quantidade, deve ser evitado.

Como a gestante tende a sentir mais fome é importante que opte por alimentos saudáveis, de modo que, mesmo que coma mais do que o normal, a mulher não engordará por conta da alimentação e manterá seu organismo saudável e equilibrado.

mamae_super_poderosa_alimentacao_na_gravidez_comer_por_dois
A ideia de comer por dois na gravidez deve ser substituída pela necessidade de comer bem

Como ter uma boa alimentação na gravidez

Além de manter uma alimentação balanceada, evitando gorduras, açúcares, sal, produtos industrializados como embutidos, etc.; há algumas dicas bem interessantes para tornar a alimentação na gravidez mais adequada em cada fase da gestação.

Primeiro trimestre

Durante o primeiro trimestre o organismo da mulher necessita de uma dieta com mais líquidos, ferro e muito ácido fólico.

Por isso, é importante que ela consuma folhas verde-escuras, como espinafre, escarola, couve, brócolis; leguminosas, castanhas e frutas cítricas. Todos esses alimentos são ricos em ácido fólico.

Mas como é comum que haja muito enjoo nessa fase da gravidez, é importante também seguir algumas dicas para ajudar a aliviar os enjoos, de modo que eles não aferem a alimentação:

  • Evite ficar muito tempo com o estômago vazio;
  • Tente comer pequenas porções de carboidratos leves ao longo do dia, como macarrão, arroz, batata cozida e frutas;
  • Consuma gengibre cristalizado. Esse costuma ser um alimento muito bacana para ajudar nos enjoos.

Segundo trimestre

Nessa fase a energia da mulher aumenta e os desconfortos do início da gravidez já são superados. Por isso, invista em refeições saudáveis e frequentes:

  • Opte por alimentos ricos em fibras, como cereais, pães integrais e frutas;
  • Consuma bastante proteínas, como leite, queijos, iogurte e ovos;
  • Coma ao menos cinco porções de frutas diariamente, em especial banana que possui bastante potássio;
  • Beba bastante água.
mamae_super_poderosa_alimentacao_na_gravidez_agua
Manter-se hidratada durante a gestação é muito importante

Terceiro trimestre

Essa é a fase da gravidez que mais exige do organismo da mãe. Pois, é quando o bebê ganha peso e cresce para valer, se preparando assim, para o nascimento. Além disso, a barriga está bem grande e a mãe tende a se sentir mais cansada.

É importante então, que ela aposte em uma alimentação que supra o desgaste do seu organismo e ao mesmo tempo, que não exija muito esforço para a digestão:

  • Procure fazer várias refeições, mas coma poucas quantidades em cada uma delas;
  • Opte por alimentos ricos em ferro (como frutas e hortaliças);
  • Consuma bebidas ricas em vitamina C, como suco de laranja e de acerola;
  • Evite excesso de alguns alimentos como chás, café, chocolate, aveia e cálcio (leite e derivados);
  • Consuma muitas fibras e líquidos, pois, combatem a prisão de ventre e evitam o surgimento das hemorroidas;
  • Aposte em carboidratos não refinados, como arroz, cereais, macarrão e pães integrais;
  • Use pouco sal para temperar os alimentos, evitando assim, a retenção de líquidos que é comum no final da gravidez.

10 passos para uma alimentação saudável na gravidez

Uma alimentação saudável na gravidez deve ser pensada em vários aspectos. Por isso, é importante estar atenta a todos eles para fazer bonito.

1. Não fique muito tempo sem comer

Os intervalos entre as refeições devem ser de 3 em 3 horas, no máximo. Esse intervalo é indicado porque dá tempo do nosso corpo digerir os alimentos, do mesmo modo que sempre estará saciado.

2. Capriche no Ácido Fólico

A ingestão do ácido fólico é fundamental nos primeiros três meses de gestação . Você encontra esse nutriente em alimentos como carnes, frutas e principalmente verduras escuras.

3. Capriche no Ferro e no Cálcio

Durante o segundo trimestre da gestação a ingestão de ferro e cálcio deve ser elevada. Você consegue ampliar esse consumo consumindo carnes vermelhas, feijão, leite, gergelim e verduras.

4. Capriche na hidratação

Além de caprichar na alimentação, capriche também na hidratação. Tome de 1,5 a 2 litros de líquido, mas prefira ingerir os líquidos nos intervalos entre as refeições, para evitar a sensação de inchaço e estufamento estomacal.

Além disso, dê preferência aos sucos naturais, que são mais saudáveis e possuem muito menos açúcar do que os industrializados.

5. Sobre comer por dois

“A grávida deve comer por dois” é um mito muito comum. Mas, não deve ser levado a sério, pois, se a gestante engordar demais, pode prejudicar o desenvolvimento saudável do bebê, e dificultar a hora do parto.
Siga uma alimentação equilibrada e balanceada e exagere na hora de comer.

6. Ajuda profissional

Procure um acompanhamento nutricional para garantir dicas importantes para ajudar na sua educação alimentar. Além disso, um profissional pode te ajudar a entender melhor as suas novas necessidades, montando um cardápio balanceado para você!

7. Chocolate com moderação

O chocolate contém cafeína, então é preciso consumi-lo com moderação na gravidez. A cafeína aumenta a pressão arterial, por isso a importância de controlar o seu consumo na gravidez.

Mas se você for do tipo “chocólatra”, uma dica bacana é optar pelos chocolates que tem um maior teor de cacau na composição e com menos gordura.

8. Evite certos alimentos

Como citado anteriormente, há alguns alimentos que precisam ser evitados na gravidez, como o café e bebidas energéticas, porque elevam a pressão arterial, além de possuir muitos conservantes, o que pode prejudicar o desenvolvimento do bebê.

Bebidas alcoólicas então, estão fora de cogitação, pois, o álcool pode causar má formação no feto.

9. Chás com moderação

Tome chás de camomila, erva doce e erva cidreira, mas também com moderação. O restante dos tipos de chá, como de canela, não são indicados, porque contém substâncias inflamatórias que podem causar diarreias e até mesmo induzir aborto.

10. Dica de ouro!

O verdadeiro segredo de ouro da alimentação balanceada na gravidez está tanto na moderação quanto na variedade de alguns alimentos.

Por isso, esteja sempre atenta aos alimentos que você consome. Não exagere nas quantidades e busque variar o cardápio sempre que for possível.

Alimentação na gravidez: o que é bom para revigorar o organismo no pós parto

Depois que o bebê nasce, o corpo da mulher precisa de energia para se revigorar. Tanto a gestação do bebê quanto o parto em si, exigem muito do organismo do organismo da mãe.

Por isso, a mulher precisa reforçar os cuidados com o corpo para que o mesmo se recupere do desgaste sofrido. Por isso é bom que sua alimentação seja reforçada, seguindo algumas dicas importantes como:

  • Tenha sempre à mão lanchinhos saudáveis como alimentos integrais, salada e frutas;
  • Procure sempre manter uma garrafinha de água por perto para beber tanta água quanto possível;
  • Reforce a ingestão derivados de leite e o próprio leite, para atender às necessidades de cálcio.

Mesmo que essa dica não faça parte da alimentação, procure descansar bastante e dormir tanto quanto puder.

Conclusão: Com todas essas dicas, você pode cuidar bem da sua alimentação na gravidez

Se parar para pensar, não é nada muito complexo manter uma alimentação saudável durante a gravidez. Se você já está acostumada a manter uma alimentação bacana antes de engravidar, não há muito segredo em mantê-la na gestação.

Lembrando, porém, que dieta para emagrecer não é permitido durante a gestação. Pois, para garantir que o bebê se desenvolva adequadamente é preciso que a mãe forneça todos os nutrientes necessários.

mamae_super_poderosa_alimentacao_na_gravidez_lendo
Mantenha uma alimentação equilibrada e garanta uma gestação muito mais saudável e tranquila

Esses nutrientes são adquiridos através da alimentação e quando a gestante sofre com enjoos, é necessário complementar a ingestão desses nutrientes através de complexos vitamínicos.


Algumas outras informações que podem ser super interessantes para a sua gestação:


Por isso, fique de olho no que você põe no seu prato e procure optar sempre por alimentos naturais.

Saiba que por mais que pareça até um sacrifício ter que deixar de comer alguns alimentos, valerá muito a pena quando você souber que seu bebê está se desenvolvendo lindo e saudável!

Como está a sua alimentação? Você tem facilidade para evitar alimentos que não são realmente saudáveis? Conte a sua experiência nos comentários e deixe suas sugestões e dúvidas aqui também! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *