Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Anestesia Raqui: o Que é, Efeitos Colaterais e Riscos

Vai receber a Anestesia Raqui na hora do parto? Este post é para você!

Você está cheia de dúvidas e medo, com tantas histórias que ouve por aí sobre a Anestesia da hora do parto?

Realmente, a anestesia raqui ou raquidiana para o parto é envolta de histórias horrorosas e que costumam causar muita apreensão nas mamães. Eu mesma tive o desprazer de ouvir várias, como por exemplo, a história de que, se mal aplicada, ela pode deixar a mãe sem andar.

Lembro que comentei o meu medo com a minha médica e ela riu. Ela disse que todas as mães de primeira viagem sentem medo da anestesia. Então, ela me perguntou: quantas pessoas você já conheceu, que ficaram sem andar por causa da anestesia?

Eu disse com sinceridade: nenhuma! Então ela respondeu: nem eu e, posso apostar que, se perguntar para as pessoas que você conhece, as respostas delas serão a mesma que a nossa.


Você tem dúvidas sobre a amamentação? Saiba mais e descubra que, ao contrário do que muita gente pensa, não se trata de algo complicado!


Portanto, há sim uma mínima possibilidade de algo dar errado. Mas é muito raro. Dessa forma, até que ponto vale a pena se preocupar com isso e perder a sua tranquilidade?

Anestesia-raquiana-riscos-gravidez-parto
Muitas mamães sentem medo da anestesia raqui. Por isso, é importante se informar sobre!

É muito importante então, entender bem o que é a anestesia raqui, como ela funciona, quais efeitos colaterais pode causar, enfim, tudo o que puder, para ficar por dentro do tema e tirar as suas dúvidas.

Assim, você fica tranquila e evita preocupações exageradas e desnecessárias. Portanto, acompanhe esse artigo e saiba mais sobre o tema!

O que é Anestesia Raqui ou Raquiana?

A anestesia do tipo raquidiana é recomendada em casos de partos por cesarianas, de modo que ela deixa a mulher com a parte baixa do corpo totalmente isento de sensibilidade. Isso permite que a barriga seja aberta para retirada do bebê, sem dor alguma para a mamãe.

Mas, apesar de ser indicada para parto do tipo cesárea, por se tratar de um anestésico de efeito imediato e que dura por volta de 3 horas, a anestesia raqui também pode ser utilizada em partos normais, nos quais as mamães estejam sentindo muita dor.

anestesia raquidiana
A anestesia raqui é indicada para partos de cesárea, mas pode ser usada em partos normais também

Como é Aplicada a Anestesia Raquidiana

A anestesia raqui é dada através da aplicação de uma injeção entre as vértebras da coluna, na região lombar. Com a aplicação dessa anestesia, a mãe fica consciente durante todo o processo de parto, sem que haja apenas, sensibilidade do peito até os pés.

Assim, ela pode acompanhar todo o processo de nascimento do seu bebê, sem que haja nenhuma sensação de dor ou incomodo.

Aí você pensa: puxa, essa aplicação na coluna deve doer demais! Calma! Não dói nada! Antes da introdução da agulha (que é fina como um fio de cabelo) é feita uma anestesia local para que o processo da aplicação seja mais tranquilo.

anestesia raqui riscos complicacoes
A aplicação da anestesia raqui ou raquidiana é entre as vértebras da coluna

Eu tomei a anestesia raquidiana na minha cesariana. Me lembro que senti medo de tomá-la. Lembro que eu estava tão tensa e ao mesmo tempo assustada. Mas a aplicação foi tão tranquila, que eu não percebi.

Eu disse para o anestesista que eu estava com medo de que doesse e ele me disse: “Mas você já pode deitar, pois, eu já apliquei”. Ou seja, eu não senti absolutamente nada na hora da aplicação.

E olha que andaram fazendo um verdadeiro terrorismo comigo, sobre a aplicação da anestesia raqui. Porém, não foi nada disso. Foi extremamente tranquilo! Viu?! 😉

Por isso, fique sossegada! A aplicação é feita pelo anestesista, que é um profissional da medicina especialmente treinado para essa finalidade. Sabendo isso, você pode ficar mais calma, pois, sabe que trata-se de alguém experiente e entendido do assunto.

Qual a Diferença entre a Anestesia Raqui e a Peridural

Ambas são anestesias utilizadas nos processos de parto. Porém, uma é mais indicada para partos do tipo cesárea, que é a anestesia raquidiana. Ela é administrada em um volume muito menor de anestésico, porém, tem ação imediata.

Além disso, é aplicada de uma só vez e seu efeito dura por pouco tempo. Como a cesárea tende a ser um parto mais rápido, essa anestesia costuma ser bem adequada para esse tipo de parto, devido as suas características.

Já a anestesia chamada peridural utiliza uma quantidade bem maior de anestésico, além de ser administrada continuamente através de um cateter que fica nas costas, durante o tempo que for necessário.

Por isso, esse anestésico é indicado nos casos de partos normais, cujos podem ser demorados. Porém, a raquidiana também pode ser utilizada em partos normais, dependendo da situação e da indicação médica.

O volume de anestésico usado na peridural pode chegar a 30 ml, enquanto na raquidiana, não passa de 2 ou 4 ml, no máximo. Ou seja, há aplicação de um volume muito menor no caso da raquidiana, pois, trata-se de uma anestesia mais profunda e intensa.

anestesia raqui
O anestesista é um profissional experiente na aplicação da anestesia, por isso, não é o médico que faz o parto quem a aplica

Outros Tipos de Anestesia: Anestesia Geral

Lembro que perguntei para a minha médica sobre aquelas anestesias que deixam a pessoa desacordada, cujas são utilizadas em cirurgias. Não que eu quisesses tomar uma assim, kkkk, porque, além de ter medo, claro que eu queria curtir a chegada do meu baby!

Mas perguntei por curiosidade. Ela me disse que essas anestesias devem ser evitadas, pois, o bebê também poderia ficar anestesiado, o que dificultaria o parto e poderia até mesmo, causar sérios problemas a ele.

No entanto, há casos excepcionais de cesariana em que a anestesia geral pode ser indicada sim. Mas apenas em casos de emergência (como hemorragia ou sofrimento fetal agudo), quando é preciso realizar uma cesariana urgente.

Há ainda outros casos raros em que há alguma contraindicação para o uso da peridural ou da raquidiana, como quando a mamãe está com o número de plaquetas baixo demais e, nesses casos a anestesia geral também pode ser indicada.

como e a anestesia raqui
Não é indicada anestesia geral, sob o risco de dificultar o nascimento do bebê

Em que Momentos a Anestesia Raquidiana é Usada no Parto Normal?

A anestesia raquidiana é indicada no parto normal quando a mamãe já está em um estágio avançado do trabalho de parto, e precisa que a anestesia comece a fazer efeito rápido, devido as dores intensas.

Isso é comum, por exemplo, em mamães que dão entrada no hospital com bastante dilatação ou quando a dilatação acontece muito rápido, não dando tempo de administrar a anestesia peridural, que é mais demorada.

Quanto Tempo Dura a Anestesia Raqui?

Com efeito imediato, a anestesia raquidiana é injetada de uma única vez e, possui cerca de 3 horas de duração. Dessa forma, o efeito anestésico da raquidiana age o tempo necessário para que o médico realize o parto de cesariana.

Anestesia Raqui
Raquianestesia durante o parto

Preparação para a Raquidiana

Embora parece um procedimento um tanto quanto completo, os preparos para a raquidiana são tranquilos:

  • A mamãe deve manter jejum absoluto durante as doze horas que antecedem a cirurgia. Isso inclui a ingestão de água;
  • Antes de tomar a anestesia, a gestante precisa esvaziar a bexiga, pois, pode haver dificuldade para urinar depois;
  • Durante a aplicação a mamãe deve se curvar para a frente, sentada ou deitada, conforme orientação médica;
  • É importante que durante a aplicação, a mamãe não se mexa nem um pouco.

Quais são os Possíveis Efeitos Colaterais da Raquidiana?

Após a aplicação da raquidiana pode ocorrer queda da pressão do liquor na espinha, o que pode ocasionar aumento da pressão intracraniana e, consequentemente, dores de cabeça.

Por isso, os médicos aconselham cerca de 12 horas sem se levantar, após a cirurgia, além de, muito cuidado ao se levantar pela primeira vez. Isso, pode fazer com que a dor de cabeça surja intensa e repentina.

No entanto, os médicos garantem que, as dores de cabeça como efeito da anestesia já não são mais tão comuns hoje em dia. Isso porque as agulhas utilizadas na aplicação da anestesia Raqui são muito finas, e assim, evitam a queda de pressão do liquor.

Mas, caso as dores ocorram, o uso de analgésicos podem ser administrados e, assim, resolver tranquilamente o problema.

Outro efeito colateral que pode ocorrer, é alguma dificuldade na respiração. Isso pode ocorrer em consequência do volume de anestésico aplicado. No entanto, essa sensação é mais rara.

Pode ocorrer ainda, outros sintomas como: náuseas, coceira, tremores, arritmia cardíaca, queda de pressão arterial e sensação de frio.

Quais são as Complicações e Riscos da Anestesia Raqui?

A ocorrência de complicações causada pela aplicação de anestesia do tipo raquidiana é muito rara. Além disso, quando há relatos de complicações, os mesmos surgiram em decorrência da condição clínica da mamãe e não da anestesia em si.

A complicação que pode surgir com a aplicada da anestesia raqui é em decorrência do não cumprimento do preparo, como por exemplo, do jejum.

Essa recomendação é feita porque, com os músculos relaxados, o paciente pode perder a capacidade de tossir e, consequentemente, expulsar os alimentos que podem vir a entrar nas vias respiratórias.

Isso pode ocorrer por uma questão de fatores, como por exemplo, pelo fato da mamãe estar deitada e sentir náuseas como efeito colateral da anestesia.

Se ela tiver ingerido algum alimento, há o risco de esse alimento ir parar nas vias respiratórias e depois nos pulmões, causando uma pneumonia.

Já os efeitos colaterais da raqui existem, conforme citados anteriormente, e costumam ser bem leves. Outro ponto é que esses efeitos colaterais são passageiros, sendo preciso apenas que haja acompanhamento médico para auxiliar o processo.

anestesia raquidiana

A Anestesia Raqui Pode Deixar Sequelas?

A substância utilizada na anestesia não provoca sequelas, pois, é totalmente segura. O risco consiste, no entanto, na aplicação da mesma. Se for feita de forma indevida, pode acabar ferindo um nervo e provocar dores crônicas na cabeça.

Por isso, é necessário que a aplicação seja feita por um profissional competente e especializado, que é o anestesista. Dessa forma, os riscos de uma aplicação da anestesia raqui mal feita acontecer são praticamente inexistentes.

A anestesia raqui pode deixar paralítico?

Como todo procedimento médico, a aplicação da anestesia precisa ser feita por  profissional competente. Além disso, o paciente precisa receber acompanhamento médico antes, durante a após a cirurgia.

Isso porque, embora sejam raríssimos, há risco de complicações mais sérias, mas que tendem a serem mais propícias nos casos de pacientes que apresentem quadros clínicos de risco.

Por isso, o acompanhamento e análise de cada situação são indispensáveis.

Cuidados Pós-anestesia Raqui

É muito importante seguir as recomendações médicas de cuidados após tomar a raquidiana. O mais importante, inclusive, é que a mamãe procure não levantar ou movimentar demais a cabeça, por cerca de 12 horas. 

Esses movimentos podem aumentar a sensação de dores de cabeça pós-anestesia. Além disso, depois de realizado o parto, a mamãe deverá permanecer em uma sala de recuperação, até que a anestesia comece a passar.

Isso será sentido quando a mamãe conseguir mexer os dedos do pé. Outro ponto, é que pode ser necessária a utilização de sonda, até que a bexiga fique totalmente normal. Por isso, caso haja dificuldade para fazer xixi após a cirurgia, é preciso avisar o médico.

Um detalhe super importante é que, quando for se levantar pela primeira vez após a cirurgia, tome bastante cuidado. Procure se apoiar bem, levantando devagar e, se possível, peça para alguém te ajudar.

Pois, pode ocorrer tontura, mal-estar e uma sensação repentina de dor de cabeça forte.

Conclusão: Tirou Todas as suas Dúvidas sobre a Anestesia Raqui?

Entendo o que é e como funciona a anestesia raqui, acabamos sentindo mais tranquilidade em relação a ela, não é mesmo?!

Além disso, vale a pena pensar que, o importante mesmo, é que ocorra tudo bem no parto, para que você possa receber o seu bebê com toda a tranquilidade, saúde, paz e amor, do mundo! Para isso, enfrentamos qualquer dor e qualquer medo.


Descubra outros temas que podem ser bem esclarecedores para você:


Enfim, espero que acompanhando esse conteúdo, você tenha esclarecido todas as suas dúvidas sobre a Raqui. Além disso, espero que você tenha percebido que não se trata de um bicho de sete cabeças, como dizem por aí.

Mas, caso haja alguma dúvida ainda sobre a anestesia raqui, escreva nos comentários! Terei muito prazer em buscar a resposta para você!

Além disso, não esqueça de deixar os seus comentários sobre o conteúdo! Você já tomou anestesia? Tem medo? Teve algum efeito colateral? Compartilhe conosco a sua experiência e ajude a tranquilizar as outras gestantes e mamães super poderosas! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *