Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Deixar o Emprego para Cuidar dos Filhos: Como Tomar essa Decisão?

Deixar o emprego para cuidar dos filhos. 

Se você já é mãe sabe muito bem que de todos os desafios da maternidade este é, sem dúvidas, um dos mais dramáticos a ser superado.

Mas se ainda está a espera do seu pequeno, é bom saber que a sua hora vai chegar e eu posso te ajudar a estar pronta para quando esse dilema bater à sua porta.

Deixar o emprego para cuidar dos filhos Trabalhar ou cuidar do bebê

São tantas dúvidas:

Será que estou fazendo a escolha certa? Retornar ao trabalho é abandonar o meu filho? Como trabalhar para cuidar dos filhos? Devo abrir mão do trabalho pelos filhos? Trabalhar ou cuidar do bebê? Afinal, devo deixar o emprego para cuidar dos filhos?

O quanto essa decisão pode comprometer a renda familiar? E a relação com o marido? Saberei lidar com uma nova rotina e abrir mão da minha carreira?

Sim, muitas questões importantes envolvem essa decisão

Mas fique calma!

Este não é um dilema só seu, por isso separei dicas super especiais para ajudar você a superar essa grande questão vivida por tantas mamães.

E mais, neste artigo você verá os prós e os contras de deixar o emprego para cuidar dos filhos.

A importância de discutir o assunto com a família, vou te alertar sobre os principais pontos de atenção sobre o assunto.

Além disso, darei dicas de como retornar ao mercado de trabalho e se reinventar em outras profissões sem precisar sair de casa.

Se esse coração de mãe está apertado, continue a leitura.

Tenho certeza que ao final do post você se sentirá mais preparada e tranquila para tomar a sua decisão de deixar o emprego para cuidar dos filhos -ou não- feliz e sem culpa!

O que os Números Dizem Sobre as Mamães x Carreira

Eu não faço parte de nenhum instituto de pesquisa e muito menos tenho uma metodologia específica para comprovar.

Mas em meus bate-papos com outras mães e mulheres que ainda estão inseridas no mercado de trabalho tenho percebido uma tendência de comportamento:

Cada vez mais mulheres super qualificadas tomam a decisão de deixar o emprego para cuidar dos filhos e família.

E para não ficar no achismo fui atrás de comprovação para mostrar para você que muitas mães também passam por esse mesmo momento que você está passando:

23% das mulheres deixaram o emprego para cuidar dos filhos e da família. 

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope Inteligência, em abril de 2016.

Dado este que ocupa o 2º lugar na lista de causas que justificam o baixo número de mulheres inseridas no mercado de trabalho, quando comparadas aos homens:

Somos apenas 61% enquanto eles são uma maioria de 84%.

Para conferir a pesquisa na íntegra, clique aqui e saiba tudo sobre as mulheres no mercado de trabalho.

Deixar o emprego para cuidar dos filhos bebe crianca

O que mudou?

Mas o que tem levado tantas mulheres a abrirem mão de uma carreira construída com tanto esforço e suor? Como deixar o emprego para cuidar dos filhos? 

Optarem pela família e desistirem – mesmo que por um tempo – de ocupar aquele espaço lado a lado aos homens, conquistado depois de muita luta e trabalho? Por quê deixar o emprego para cuidar dos filhos?

É nesta hora que a maternidade fala mais alto e todo o sacrifício profissional superado até agora se tornar sem muita importância.

E a única vontade é jogar tudo para o ar e voltar para o lado dos seus pequenos, não é mesmo?! Trabalhar ou cuidar do bebê? Eis a dúvida!

como trabalhar e cuidar dos filhos

Já parou para colocar na balança quais as consequências dessa grande decisão?

Quais as vantagens de deixar o emprego para cuidar dos filhos? Como se adaptar a um novo estilo de vida? Vale a pena deixar o emprego para cuidar dos filhos?

Vamos avaliar juntas agora ponto a ponto.

Deixar o Emprego para Cuidar dos Filhos: Entenda o que Acompanha essa Decisão

Antes de analisar cada ponto da decisão de deixar o emprego para cuidar dos filhos, preciso te contar uma história.

A experiência de uma amiga que foi até mesmo um dos motivos que me levou a falar sobre esse assunto hoje.

Confira o relato de uma amiga sobre deixar o emprego para cuidar dos filhos:

“Vale a pena? A presença de uma mãe em casa significa menos gastos financeiros mesmo?

E o quanto isso custa para a mulher?

Se jogar tudo para o alto, nunca mais conseguirá se recolocar?

Não tenho resposta para todas essas perguntas, mas sei de uma coisa:

eu resolvi deixar o emprego para cuidar dos filhos e da família.

Aposto que você, mãe, já deve ter tido algum momento na vida em que se viu fazendo exatamente aquilo que sempre disse que nunca faria, não é mesmo?!

Do alto do meu feminismo, achava o máximo a mulher que sabia ocupar seu espaço no mercado de trabalho.

Que conseguia equilibrar todos os pratos de mãe, mulher, profissional, esposa e dona de casa, sem deixar nada cair.

Só que chega a hora que a vida nos mostra um outro lado e coloca todas as nossas certezas à prova.

Por alguma razão, aquela profissional workaholic e apaixonada pela carreira teve que optar por ‘pausar’ a sua vida profissional para cuidar dos filhos.

Doença, mudança, transferência do marido, estudos, enfim, não importa.

Mas, e aí? Vale a pena?

Não é só uma decisão difícil, é um mergulho em uma nova vida, com novas exigências, novas escolhas e novas perspectivas.

Ouvi de tudo que você possa imaginar.

Ouvi de profissionais renomados que esta era uma atitude corajosa de uma mulher forte e determinada, que sabe muito bem o que quer.

Ouvi de parentes e amigos que eu era louca e não tinha responsabilidade nenhuma com a vida das outras pessoas que dependiam de mim, no caso, minha família.

Ouvi de mulheres-mães colegas que sentiam uma pontinha (enorme) de inveja pela decisão que elas queriam muito tomar também, mas não tinham coragem.

Ouvi do chefe, pai e super profissional, que isso era o que ele deveria ter feito há 10 anos antes quando os filhos precisaram dele.

E que agora era tarde demais.

Todos eles já estavam crescidos e ela tinha perdido os melhores momentos, aqueles que não voltariam nunca mais.

Dias antes do meu ‘último dia’, minha cabeça estava a mil pensando não só nas contas.

Mas nos custos sociais da escolha que eu estava prestes a fazer:

Uma mulher em casa se permite ser julgada pela crueldade da sociedade

Abre espaço para uma ‘sacudida’ no casamento.

Afinal, fica um espaço em relação ao marido, os filhos crescem, trilham o próprio caminho.

E depois nada disso faz mais sentido.

A mulher perde as relações profissionais e o assunto com as amigas que trabalham.

Tem dificuldade em se reinserir no mercado de trabalho posteriormente.

E, depois, depois o que vai ser?

Bom, de julgamentos e pedras já bastavam os meus.

Ninguém é melhor ou pior mãe por estar em casa e/ou trabalhando fora.

Sempre haverá alguém para criticar a decisão que você tomar:

se optar por ficar em casa ou se optar por trabalhar loucamente.

Todos os argumentos que faziam pesar a conta para o lado negativo estavam baseados no futuro, no amanhã.

O presente é tudo o que temos. A vida acontece agora.

Quem foi que disse que amanhã vai ter mercado de trabalho para eu me inserir de novo?

Quem sabe se vai fazer algum sentido voltar ao mesmo espaço que era ocupado antes?“

Sabe qual é a maior lição que podemos tirar dessa história?

Minha amiga se blindou das críticas alheias e tomou a decisão pensando na sua felicidade e na da família.

E é isso o que eu acho o mais importante, fazer a escolha certa para você! Deixar o emprego para cuidar dos filhos é uma decisão pessoal e única.

E saiba que o fato de você estar feliz e satisfeita com a sua decisão afeta diretamente o seu filho.

como trabalhar e cuidar dos filhos

De acordo com a psicóloga Cecília Russo Troiano, autora do livro ‘Aprendiz de equilibrista -como ensinar os filhos a conciliar família e carreira’, em entrevista para o site Terra:

“Filhos estão bem se a escolha da mãe é bem resolvida.

Se essa mãe está bem resolvida.

Por isso, indico para as mães fazerem a escolha que seja melhor para ela.

Que faça uma análise para essa tomada de decisão, trabalhar ou não fora.

Uma decisão segura gerará filhos bem resolvidos com a opção da mãe.

O inverso é desastroso.”

Por isso, para espantar todos os fantasmas que rodeiam essa polêmica decisão, vou pontuar o que você deve avaliar antes de se decidir ou não por deixar o emprego para cuidar dos filhos.

6 Questões para você refletir sobre deixar o emprego para cuidar dos filhos antes de tomar a sua decisão

Orçamento familiar

O ideal é que tenha uma conversa muito sincera com o seu marido e aponte todas as suas intenções em relação a deixar o emprego para cuidar dos filhos.

Afinal é preciso replanejar as finanças da família.

E garantir que as despesas da casa consigam ser mantidas pelo seu companheiro, principalmente depois dos gastos extras que surgem com a chegada de um filho.

É fundamental que vocês dois estejam em acordo sobre a sua decisão, para evitar problemas e desgastes futuros. Deixar o emprego para cuidar dos filhos precisa deste alinhamento com o companheiro.

Independência financeira:

Ao deixar o emprego para cuidar dos filhos, você deixará de exercer uma atividade remunerada.

Logo a sua independência financeira ficará um pouco comprometida. Certamente deixar o emprego para cuidar dos filhos tem este inconveniente. 

Se você está acostumada a vida toda a trabalhar, esse é um fator que irá te incomodar.

Principalmente quando precisar pedir dinheiro ao seu marido para fazer suas atividades mais básicas.

Por isso, o indicado é que você se programe e faça uma poupança durante a gestação para gastos pessoais.

Tarefas e dificuldades de adaptação:

É um grande desafio se adequar à nova rotina, com tantas possibilidades.

Afinal,  24 horas por dia terá alguém que dependerá de você para absolutamente tudo. Deixar o emprego para cuidar do filho te ajuda a dedicar mais tempo ao pequeno. 

Além dos cuidados básicos com a criança, como dar banho, fazer comida, almoçar, existem as demandas da casa.Com tantas situações novas, fica difícil organizar um ritmo para casa.

Mas com planejamento e calma é possível fazer sobrar um tempo para se dedicar aos seus afazeres ou lazer como:

ir ao salão, ler aquele bom livro, bater perna no shopping com as amigas ou passar um tempo a sós com o marido.

Sentimento de culpa:

Até se acostumar com sua nova rotina de quem decidiu deixar o emprego para cuidar dos filhos, é bem provável que você sinta culpa.

Isso porque  provavelmente você estará em algum momento de lazer com o seu filho em dias e horários comerciais.

E pensará nas pessoas que estão trabalhando ou porque o seu marido está se matando de trabalhar enquanto você está em casa.

E não se engane, se você se decidir por retornar ao trabalho, a culpa também estará presente, lembrando-a de que você não passa tempo suficiente com o seu filho. Como trabalhar e cuidar dos filhos?

Então, não se sinta culpada por deixar o emprego para cuidar dos filhos ou mesmo retornar ao trabalho.

abrir mão do trabalho pelos filhos como trabalhar e cuidar dos filhos

Cansaço e estresse:

Ser mãe e dona de casa são tarefas muitas vezes mais desgastantes e exaustivas do que um trabalho formal. Deixar o emprego para cuidar dos filhos não quer dizer menos trabalho.

Mesmo que você conte com a ajuda de babá ou uma secretária do lar, você terá que estar a frente de tudo e por vezes o estresse pode falar mais alto.

Afinal, a casa precisa funcionar.

E a criança tem inúmeras necessidades básicas que são demandadas ao longo de todo o dia.

Além disso, você não pode deixar de lado a sua função de esposa e mulher, não é mesmo?!

Mudanças no círculo de amizade:

É natural que ao ter um filho você se envolva mais com o universo da maternidade.

Conheça novas mães – muitas vezes as dos coleguinhas dos filhos – e que os assuntos sejam relacionados aos pequenos.

Essa situação se torna ainda mais evidente se você é uma mãe que tomou a decisão de deixar o emprego para cuidar dos filhos.

Afinal longe do mercado de trabalho e assumindo em tempo integral a função de mãe é improvável que você não passe por isso.

Avaliando a situação

O que quero que você entenda é que qualquer decisão que precisamos tomar na vida é marcada por pontos positivos e negativos, e por isso é tão sofrido.

O meu intuito ao apontar as questões que você deve ponderar antes de fazer a sua escolha é prepará-la para quando esse momento chegar.  

Garantir que você faça a sua escolha sem olhar para trás arrependida de algo que você poderia ou não ter feito.

Não existe escolha certa e errada.

E sim a que fará você e sua família feliz e realizada e se para você a melhor solução é continuar trabalhando, não sofra.

como trabalhar e cuidar dos filhos

O que dizem os especialistas

Seu filho não será infeliz por isso, conforme afirmou a psicóloga Cecília Russo Troiano, em outro trecho de sua entrevista.

Quando perguntada sobre as dicas que ela daria aos pais que precisam trabalhar fora, mas não querem deixar de dar a melhor criação para seus filhos:

“Acreditar que seu trabalho não prejudica os filhos.

Se ela souber dar atenção e amor nas horas possíveis para ela.

Refletir bastante antes de tomar a decisão de trabalhar ou não.

Acreditar que os filhos se adaptam bem à escolha da mãe, deixar de querer ser perfeita em tudo, ser supermulher, e dividir tarefas com marido e outras pessoas que possam apoiá-la.”

A retomada da carreira

E não é porque em um primeiro momento você decidiu priorizar a sua família e deixar o emprego para cuidar dos filhos, que você não possa mudar de ideia e voltar atrás na sua decisão.

A questão é:

depois de algum tempo, quando a criança está maiorzinha e começa a falar e andar, a mãe sente mais segurança em deixá-la com outra pessoa e a tendência é querer retomar a carreira.

No entanto, esse pode ser outro desafio enfrentado pela mãe.

Depois de um longo período fora do mercado, o que fazer para voltar a trabalhar?

Como conseguir um emprego?

Ou como voltar a trabalhar e ter de volta a sua independência financeira sem deixar seu filho?

Tenho dois tipos de solução para você:

o primeiro é retornar ao tradicional mercado de trabalho – e com as dicas que vou te dar ficará fácil dar os primeiros passos.

Já o segundo é pensar em ter o seu próprio negócio.

E descobrir que além de mãe, mulher, esposa, dona de casa e profissional, você também pode ser empreendedora.

Ficou curiosa, não é mesmo?! Então,confira abaixo minhas sugestões de como se reinventar profissionalmente:

5 Passos que Ajudam a Facilitar o seu Retorno ao Mercado Após Deixar o Emprego para Cuidar dos Filhos. 

Depois de algum tempo fora do mercado, a gente sabe que reconquistar o seu espaço pode levar tempo e requer muita paciência.

Mas para você não ficar a mercê da sorte, tomar algumas atitudes são fundamentais.

E podem contribuir muito para que a sua recolocação no mercado aconteça de forma mais rápida.

Confira quais os passos seguir e comece a colocar em prática o quanto antes:

  1. Acione a sua rede de contatos: É importante manter contato com antigos colegas de trabalho, pois eles podem ser a sua ligação mais direta e eficiente com o mercado de trabalho.
    Para isso, as redes sociais são ferramentas super indicadas e para aqueles que você tem mais liberdade, vale até mesmo uma ligadinha, não é mesmo?!
  2. Invista no seu portfólio e saiba vender seu trabalho: Dedique-se a preparar um material vendedor que reúna e apresente todos os trabalhos que você já realizou.
    E enquanto estiver parada, uma boa dica é fazer trabalhos
    freelancer, além de enriquecerem seu portfólio é uma boa oportunidade de fazer novos contatos.
  3. Atualização constante: Não seja acomodada! As profissões e carreiras estão constante mudança e quem não se prepara fica para trás.
    Por isso, busque sempre se atualizar sobre sua área, faça cursos, participe de seminários e estude, só assim estará em sintonia com as novas tendências e demandas apresentadas pelo seu ramo de atuação.
  4. Redija seu currículo: Quando foi a última vez que você revisou seu currículo?
    Está na hora de dedicar um tempinho a esse documento tão importante.
    Afinal o currículo tem a responsabilidade de repassar com clareza e objetividade toda a sua experiência.
    É uma primeira impressão que o contratante terá de você e, é claro, queremos que a primeira impressão seja tão boa a ponto de você ser efetivado.
    Para não errar na montagem do do documento, vale uma boa pesquisa na internet para se orientar e pegar dicas de
    como fazer um currículo arrasador.
  5. Procure grupos de vagas nas redes sociais e sites de empregos: Muitas empresas recorrem hoje em dia a grupos de emprego nas redes sociais e sites especializados para divulgar suas vagas e recrutar candidatos.Você precisa estar presente nesses meios para ser vista e encontrada.

A escolha não precisa ser difícil: trabalhe sem sair de casa

Assim como existem aquelas mães em que uma hora a necessidade de retomar a carreira fala mais alto.

Também tem aquelas que consideram insuportável a ideia de deixarem seus filhos para voltar a trabalhar.

E vivem o dilema de lidar com o desejo retornar ao mercado sem que para isso precisem ‘abandonar’ os filhos.

Se você se identificou com esse segundo perfil de mães, saiba que nem tudo está perdido e esse dilema pode ter um fim.

Muitas mães encontram na oportunidade de trabalhar em casa em seus próprios negócios a solução para esse problema e assim, ao invés de deixar o emprego para cuidar dos filhos, elas mudam a careira e se transformam.

Assim assumem formas alternativas de rendimento sem que para isso tenham de abrir mão de estarem presentes no dia a dia de seus filhos.

como trabalhar e cuidar do bebe

Profissões para todos os gostos

São inúmeras as opções de negócios que você pode investir e tocar sem precisar sair do conforto da sua casa.

Para unir o útil ao agradável, minha sugestão é que você encontre algo que você sinta prazer em fazer e torne isso uma fonte de renda.

Assim como aconteceu comigo quando criei o Mamãe Super Poderosa.

O blog a princípio era um espaço despretensioso no qual compartilhava minha experiência e dicas de maternidade.

Era uma verdadeira terapia e pude aliar isso ao meu trabalho e me sentir realizada!

Exemplo: Mães que resolveram empreender trabalhando de casa

Como inspiração para ajudar você  a dar seu primeiro passo rumo a uma carreira empreendedora, peço licença ao site Disney Babble.

Para mencionar uma de suas publicações, em que conta a experiência de 7 mães que optaram por deixar o emprego para cuidar dos filhos e acabaram empreendendo nos mais diversos tipos de negócios.

São mães que corajosamente se reinventaram e descobriram vocações para fabricação de:

  • sabonete artesanal,
  • fotografia familiar,
  • chef de cozinha vegetariana,
  • e muitos outras que elas nunca imaginaram que tinham.

Diante desses relatos inspiradores, o que posso dizer é:

Não tenha medo de se arriscar.

Se sua família e o trabalho são igualmente importantes para você porque se impor uma decisão que qualquer que seja vai te fazer sofrer?

Trabalhar de casa ao lado dos seus filhos é possível e real para muitas mamães! Deixar o emprego para cuidar dos filhos sem culpa e fazendo o que gosta. 

Com planejamento, organização e dedicação você é capaz de conquistar tudo isso e muito mais!

 

Conclusão: Deixar o Emprego para Cuidar dos Filhos: Decisão Pessoal

Encontrou a resposta sobre deixar o emprego para cuidar dos filhos?

Ao longo deste texto, tentei mostrar para você, Mamãe Super Poderosa, que quando o assunto é deixar o emprego para cuidar dos filhos, não existe escolha certa ou errada.

Essa é uma decisão que precisa trazer tranquilidade e satisfação para você, em concordância com toda a família.

E sabe o que é melhor? Você pode sim se arrepender, voltar atrás, repensar sobre o assunto e se reinventar.

A vida está aí para ser vivida ao máximo.

Se essa for sua decisão, deixar o emprego para cuidar dos filhos, viva plenamente.

Por isso não sofra com algo que está ao seu alcance mudar quando assim desejar.

Gaste a sua energia vivendo e aproveitando cada minuto ao lado dos pequenos e da família.

A maternidade é sim um grande desafio.

Mas quem sabe é ela que vai te impulsionar a sair da zona de conforto e se permitir novas aventuras?!

 

Juliana Sá e Olívia - Mamãe Super Poderosa

Jú Sá

Blog Mamãe Super Poderosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *