Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Enjoo na gravidez: como enfrentar esse incômodo

Sofrendo com incomodo constante do enjoo na gravidez?

O enjoo na gravidez é um sintoma muito comum e que costuma incomodar a grande maioria das gestantes. Infelizmente esse é um sintoma bastante chato e que, no geral, é mais intenso no início da gravidez.

Eu não tive enjoos na minha gestação, mas tive muita azia. Desde o dia que soube que estava grávida até o dia que tive o bebê, eu tive MUITA azia. Sofri bastante com isso, às vezes, parecia que a minha garganta iria derreter.


Entenda porque é importante já começar a cuidar da sua barriga desde a gravidez


Por saber o quanto esses incômodos digestivos são ruins e acabam atrapalhando, de certo forma, que desfrutemos ao máximo a nossa fase de gravidez, eu reuni aqui informações bem bacanas para te ajudar a resolver esses problemas.

mamae_superpoderosa_enjoo_na_gravidez_mulher_banheiro
Os enjoos acometem a grande maioria das grávidas e costuma ser pior no início da gravidez

São tantas mamães que sofrem com enjoo e que me perguntam se eu sei o que pode ajudar, que eu tive que fazer alguma coisa! Esse tal de enjoo não pode impedir minhas amigas de curtirem o seu barrigão numa boa!

Enjoo na gravidez: Por que gravida sente enjoo?

Além do enjoo na gravidez ser super comum, é comum também que ele ocorra com mais intensidade pela manhã, logo que a grávida acorda. Na real, não há nenhuma comprovação científica que explique de verdade, porque os enjoos ocorrem.

No entanto, a explicação mais palpável é que o enjoo se dá por conta do aumento do hormônio HCG, que é o principal hormônio da gravidez, e está super envolvido com o desenvolvimento da placenta.

É por isso, inclusive, que o enjoo costuma ser mais intenso nos primeiros meses, que é quando a placenta está em ritmo total de desenvolvimento.

Outra teoria é que o hormônio denominado progesterona, cujo é o responsável por manter o metabolismo da gravidez, acaba deixando o estômago da mulher mais preguiçoso.

Em resumo, alguns médicos alegam que isso ocasiona uma lentidão no trato gastrointestinal. Dessa forma, os alimentos demoram mais para chegar ao intestino, o que por sua vez, acaba provocando os enjoos.

Eu não tive enjoo mas sofri demais com azia, por isso, compreendo muito bem as mamães que vem me perguntar, aflitas, se eu sei o que pode ajudar a reduzir os enjoos na gravidez.

Pensando nisso, resolvi trazer esse artigo para vocês! 🙂

Como é o enjoo de gravidez

O enjoo da gravidez costumam possuir características que os difere dos enjoos comuns, tipo aquele que sentimos quando vemos alguma coisa que nos causa nojo ou submetemos o nosso corpo a algum movimento que mexa com o labirinto, como rodar.

O enjoo da gravidez não costuma possuir motivação externa para ocorrer, ou seja, a mulher não precisa comer algum alimento que o cause, ver e sentir algo que dê nojo ou mexer com o labirinto (a parte do nosso corpo que pode causar tonturas e mal estar).

Além disso, o enjoo na gravidez tende a ser muito mais frequente e intenso do que um enjoo comum.

O que causa enjoo na gravidez

De acordo com especialistas tudo indica que a causa dos enjoos na gravidez é o tal do hormônio HCG, que é produzido em larga escala pelo organismo das grávidas.

mamae_superpoderosa_enjoo_na_gravidez_mulher_trabalhando
Tudo indica que o que causa os enjoos são os hormônios da gravidez

Além disso, os médicos indicam o enjoo e os vômitos como reações benéficas do organismo das mães, para o desenvolvimento dos bebês.

Isso porque o vômito é causa para que a mãe coloque para fora, substâncias ingeridas que poderiam ser potencialmente nocivas para o desenvolvimento do feto. Interessante (e muito doido!) esse nosso corpo humano, não?! :O

Quanto a possíveis estímulos que ajudam a provocar o enjoo na gravidez, não há nenhum confirmado. Isso porque ele ocorre naturalmente, devido ao processo da gestação.

Com quanto tempo de gravidez começam os enjoos

Há quem dica que antes de saber que estava grávida, já começou a sentir enjoos. Há quem diz que sentiu apenas no final da gravidez. Por isso, esse tempo pode mudar muito de uma mulher para outra.

No entanto, o mais comum, devido ao pico de produção do hormônio HCG, inclusive, é que os enjoos na gravidez comecem no segundo mês de gestação (por volta da quinta ou sexta semana). Mas lembre-se: isso não é uma regra!

Sintomas de enjoo na gravidez

Os sintomas mais comuns de enjoo na gravidez são:

  • Sensação de estômago embrulhado;
  • Vontade de vomitar e vômitos;
  • Falta de apetite ou repulsa aos alimentos;
  • Vontade de ingerir somente alimentos ácidos, como suco de laranja e de limão;
  • Repulsa a alguns cheiros (inclusive alguns que só a grávida sente, como o “cheiro do marido” – isso é hilário, kkkkkk…).

Existem fatores de risco para enjoos na gravidez?

Sim. Mas isso depende da intensidade dos enjoos. O enjoo em si não causa nenhum risco, no entanto, se eles forem tão intensos e frequentes que acabem interferindo na alimentação da mulher, provavelmente será necessário que o se obstetra acompanhe o caso.

Há situações em que a mulher tem tanta dificuldade para comer, que é preciso ficar internada, recebendo soro. Essas situações de enjoos extremos recebem o nome de hiperêmese gravídica.

Como acabar com enjoo de gravida

Devo lhe informar minha querida amiga, que não há como ACABAR com o enjoo. Se alguém lhe contar sobre algum remédio milagroso para essa finalidade, desconfie.

Mas, a boa notícia é que, apesar de não ser possível acabar de vez com o enjoo, há algumas maneiras de aliviar bem, a sensação péssima que ele causa.

E assim, você conseguirá ir driblando esse mal estar até o final da gestação, ou até que seu corpo se acostume com os hormônios e você deixe de sentir os enjoos. 😉

Como evitar enjoos na gravidez

Apesar de 8 a cada 10 mulheres sentirem enjoos durante a gravidez, é possível ter algumas atitudes tanto antes de engravidar quanto durante a gravidez, para ajudar a evitá-los.

  • Procure manter uma alimentação balanceada evitando alimentos muitos gordurosos ou muito doces. Refrigerantes, por exemplo, são muito ruins para quem já tem tendência a enjoos e azia;
mamae_superpoderosa_enjoo_na_gravidez_mulher_comendo
Mantenha uma dieta equilibrada, regular e com alimentos leves, para ajudar a evitar os enjoos
  • Não fique muito tempo sem se alimentar. Procure se alimentar a cada duas ou três horas;
  • Não coma grandes quantidades de uma vez. Prefira comer um pouco muitas vezes, do que muito poucas vezes;
  • Converse com o seu médico e, se for o caso, peça algum medicamento para ajudar com os enjoos;
  • Mantenha-se bem hidratada. Inclusive, você pode ter sempre por perto uma garrafa de água com algumas gotinhas de limão. O limão ajuda a reduzir a sensação de enjoo;
mamae_superpoderosa_enjoo_na_gravidez_mulher_agua
Manter-se hidratada é muito importante na gravidez. Porém, a água pode causar enjoo, por isso, acrescente gotinhas de limão
  • Evite comer e se deitar logo em seguida;
  • Identifique quais são os alimentos que ajudam a provocar o enjoo em você e evite-os durante a gravidez. No entanto, tome cuidado para não cortar muitos alimentos e acabar prejudicando a sua alimentação;
  • Antes de se levantar da cama, pela manhã, coma um ou dois biscoitos de água e sal. Muitos médicos são essa dica que ajuda mesmo, pois, o estômago vazio favorece o enjoo. Já deixe seu potinho de biscoitos na cabeceira da cama para não esquecer! 😉

Pode ser que essas dicas não evitem, de fato, que os enjoos ocorram. No entanto, ao menos possibilitarão que eles sejam menos intensos.

Existem soluções caseiras para enjoos na gravidez?

Existem sim algumas dicas caseiras para te ajudar a dar uma boa aliviada na sensação horrível que os enjoos provocam:

  • Mantenha sempre alguma coisinha por perto para mastigar. Mesmo quando sair de casa, deixe um biscoitinho na bolsa ou uma fruta leve. Assim que o enjoo aparecer, coma.
  • Há alguns chás que costumam ser bons para os enjoos na gravidez. O de gengibre é um deles. Mas tome cuidado para não sair tomando qualquer chá que te disserem que faz bem. Há alguns chás que podem ser prejudiciais para a gravidez.
  • Coma castanhas e nozes. Esses alimentos ajudam os enjoos.
  • Consuma frutas ácidas, como limão e laranja. Tanto as frutas quanto o suco das frutas ácidas ajudam bastante a aliviar a sensação de estômago embrulhado. Muitas mulheres grávidas usam essa tática!
mamae_superpoderosa_enjoo_na_gravidez_barriga
Frutas ácidas costumam ser boas aliadas a hora de aliviar os enjoos

Mitos sobre os enjoos na gravidez

Com certeza você já ouviu algumas “informações paralelas” sobre o enjoo (e sobre tantas outras coisas, rs!), que te deixaram com dúvidas. Eu mesma já ouvi várias! Por isso, tomei a liberdade de listar algumas aqui para você saber que são mitos:

  • Todas as mulheres grávidas têm enjoo.
    • Apesar de praticamente todas sentirem enjoo, isso não é uma regra, e há sim as sortudas que passam a gravidez sem ter nadinha de enjoo. Eu fui uma! \o/
  • O enjoo acontece porque o bebê nascerá cabeludo.
    • Também dizem isso sobre a azia. Mas, apesar da ideia ser bem fofa (quem não acha uma graça um bebê cabeludinho?!), não há nenhuma comprovação científica. Além disso, há várias e várias mães que tem todo enjoo do mundo e o bebê nasce careca.
  • O jejum diminui os enjoos.
    • Não apenas não diminuem como pioram. Sim, porque o estômago vazio tende a aumentar a sensação de enjoo. Por isso, fuja dessa e sempre coma alguma coisinha.
  • Quem não sente enjoo no início da gravidez, não terá enjoo durante o restante dela.
    • Como os organismos das mulheres são diferentes, nada impede que o enjoo ocorra em momentos diferentes da gravidez. O mais comum é que os enjoos comecem no início da gravidez, mas há casos sim de enjoos ocorreram somente no fim.

Conclusão: Preparada para encarar o enjoo na gravidez?

Acho que talvez, o simples fato de saber que você não está passando o perrengue de sentir enjoo na gravidez sozinha, já ajuda a se sentir melhor, não é mesmo?!

Afinal, é bom saber que uma hora isso tudo passa e você voltará a ter o bem-estar de antes. Além disso, vale lembrar que passar por essa dificuldade é por uma boa (para não dizer maravilhosa!) razão.

E assim que você tiver o seu pedacinho de amor em seu colo, você verá que suportar todo esse enjoo valeu a pena, e vai dizer até, que suportaria tudo de novo se fosse preciso. Todas nós sentimos isso. Todas nós somos assim.

Amor puro por nossos pingos de gente, não tem jeito…


Outros temas que também podem te interessar bastante. Veja:


Por isso minha amiga mamãe super poderosa, força aí! Esse enjoo faz parte e logo passará! Aproveite as dicas e sugestões que você leu aqui e faça o que puder para aliviar o desconforto e passar a sua gravidez da melhor forma, ok?

Além disso, se por acaso você tiver alguma dúvida ou quiser saber de alguma coisa que não encontrou aqui, escreva para mim nos comentários! Terei muito prazer em te ajudar!

Deixe também a sua opinião sobre o artigo, e compartilhe comigo e as outras mamães super poderosas, como está sendo sua gravidez: com enjoo ou sem? Pode ser que falando sobre e lendo sobre as outras mamães, você já comece a se sentir melhor! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *