Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Sono do bebê: tudo que uma mamãe precisa saber

Você também achava que essa história de passar noites e noites em claro era ladainha de mãe?

A rotina de sono do bebê costuma surpreender a grande maioria das mães. Por mais que falem, você só saberá como é quando o bebê nascer.

Essa é mais uma daquelas descobertas que a maternidade nos apresenta. Tudo começa com aquela frase típica das pessoas que te encontram com a barriga explodindo: “Aproveite para dormir agora, hein…”.

Pode parecer um saco ouvir isso repetidas vezes. Mas acredite: tudo faz sentido depois que o bebê nasce!


Veja também porque deixar o bebê chorando no berço até dormir, pode não ser a melhor ideia.


Uma verdadeira maratona começa quando você e o bebê vão para casa. Ele chora por fome com tanta frequência, que mal dá tempo de fazer qualquer coisa entre uma mamada e outra.

Essa frequência inclui também a madrugada à fora, e com isso, ninguém dorme. Aliás, parece que o bebê nunca quer dormir. Na verdade, isso é muito novo para ele. Afinal, ele não nasceu sabendo dormir.

Mulher grávida deve aproveitar para dormir durante a gravidez
Assim como dizem, é importante aproveitar a gravidez para dormir bastante e preparar o corpo e a mente para quando o bebê nascer

Os estágios do sono do bebê

O sono do bebê é formado basicamente por dois estágios: com sonhos e sem sonhos.

Sono com sonhos

O sono com sonhos já ocorre mesmo durante a gravidez, por volta dos sete meses . Esse sono é marcado pelo movimentar dos olhos, que é perceptível até pelas pálpebras. O corpo fica parado e a respiração é irregular.

Esse estágio representa a maior parte do sono do bebê, que corresponde a cerca de 80% do tempo que ele passa dormindo.

Sono sem sonhos

Essa fase do sono é representada por um sono profundo, com respiração regular. Pode ocorrer alguns suspiros profundos também.

O bebê pode fazer movimentos de sucção, e também, movimentos bruscos repentinos com o corpo. Esses movimentos podem, inclusive, acordar o bebê.

O meu bebê tem o sono leve – o que posso fazer?

Se o seu bebê tem sono leve, a principal dica é sempre preparar um ambiente bem tranquilo e aconchegante para que ele durma.

Acalentá-lo em um ambiente sossegado, também é importante. Pois, isso fará com que ele “ganhe confiança” para embalar no sono.

Além disso, alguns detalhes podem parecer bobos, mas são importantíssimos, como manter a temperatura do quarto agradável e a luz ambiente também.

Bebê que está com muito sono, é normal?

É sempre bom ter um acompanhamento pediátrico constante com um bebê. Isso fará com que ele avalie se, por acaso, pode haver algum problema com o sono do bebê.

Porém, caso o seu bebê durma muito, antes de mais nada, fique calma. Afinal, isso é normal sim. Cada bebê tem seu próprio jeito, e embora seja comum as mãe reclamarem que seus bebês não dormem, não significa que o seu precise ser assim também, para ser normal.

Por isso, caso esteja tudo bem com a saúde dele, é normal sim se ele dormir muito. Aliás, amiga, agradeça por essa benção!

sono do bebê no berço, tranquilo
Se seu bebê dorme bastante, você é uma mãe premiada!

Tem como ensinar o bebê a dormir a noite toda?

Sinceramente? Não. Pelo menos no início não. O bebê tinha uma rotina totalmente diferente dentro da sua barriga. Aliás, ele não tinha rotina nenhuma…

Além disso, o bebê está se adaptando com a rotina do universo do lado de fora da barriga, e isso requer algum tempo. Sem contar que além de ele precisar aprender a dormir, no começo da sua vida surge a tão famosa cólica, que pode atrapalhar mais ainda o sono do bebê.

Acontece mais ou menos assim:

Na primeira semana, é tudo muito simples: você recebeu um “pacotinho” lindo, fofinho e com cheirinho de neném, que só mama e dorme. E logo pensa: “Nooooossa, é assim? Que beleza! Meu bebê é um anjinho… Para quê tanto terrorismo? Povo exagerado!”

Depois do décimo dia, você está em casa lambendo a cria.  Já dispensou a ajuda da mãe, da cunhada, da sogra e de repente: pá! Lá por volta das 17h, aquele “pacotinho de fofura” começa a se contorcer, fazer uns barulhos estranhos e chorar muito.

Aquele tipo de choro que você não tinha ouvido ainda e não sabe onde ele estava escondido até então. Um choro que não pára. Botão para desligar? Não tem.

E assim vai: você tenta de tudo (leite, banho, bico, paninho, bichinho, música, balanço…) e o bebê só chora. São horas a fio que parecem uma eternidade e aí finalmente ele adormece no seu colo. Como um anjinho que sempre foi.

Aí você precisa colocar no berço. Assim que você encosta a cabecinha dele no colchão, pronto! Abre os olhos e o berreiro de novo!

Mas, como? Só dormiu 15 minutos? Como sequer pensar em ensinar qualquer coisa para ele nessa fase?

Por volta dos 4 ou 5 meses, pode ser que você consiga ensinar o bebê  dormir melhor, mas no início, não.

O sono da Olívia

Foram madrugadas e madrugadas com sonecas de 45 minutos. Eu cheguei até a investigar o colchão do berço, pois, tinha certeza de que devia ter algum espinho, formiga ou prego com a ponta para cima!

Nos primeiros meses eu definitivamente não sabia mais a diferença entre noite e dia. Era tudo a mesma coisa. De tempos em tempos melhorava e a filhota conseguia dormir um pouco mais.

Mas era só chegar a fase daqueles tais “saltos de desenvolvimento” que a noite virava dia de novo.

Consultamos estudos sobre sono infantil, livros com dicas revolucionárias do tipo “faça seu bebê dormir agora mesmo”, enfim: tudo!

Lembro como se fosse hoje: quando ela completou 8 meses. A essa altura já dormia melhor, umas 8, 9 horas seguidas. Maravilhoso, né?

Mamãe Super Poderosa e sua filha: sono do bebê
É preciso ter paciência, assim com foi comigo e com Olívia. Aos poucos o sono dela foi engrenando e ela passou a dormir mais

Sono do bebê: o que fazer para ele ter um sono saudável

Algumas dicas que aprendi com o pediatra, outras mães e pesquisas na internet, me ajudaram muito. Talvez elas também possam ajudar você. Veja:

  • Mantenha sempre um ambiente agradável e tranquilo para que o bebê pegue no sono;
  • Procure manter uma rotina de aconchego que induza o bebê ao sono, como cantar para ele, dar um banho morno, etc.;
  • Mantenha um horário rotineiro para fazê-lo dormir a noite;
  • Assim que possível, tente estabelecer a quantidade de vezes e o tempo de cada soninho durante o dia;
  • Evite dormir junto com ele. Apesar de ser gostoso, quanto antes você acostumá-lo a dormir sozinho, melhor.

Tabela do sono do bebê: quantas horas o bebê deve dormir por dia

O sono é super importante para o nosso organismo. Ainda mais o sono do bebê, que está iniciando o seu desenvolvimento.

No entanto, a quantidade adequada de horas de sono varia conforme a idade e o crescimento do bebê. Por isso, há uma tabelinha muito interessante, que eu encontrei nas minhas pesquisas.

Ela dá uma ideia de quantas horas de sono do bebê são necessárias, de acordo com o crescimento do bebê. Olha que interessante:

Recém-nascido: 16 a 20 horas no total;

1 mês: 16 a 18 horas no total;

2 meses: 15 a 16 horas no total;

4 meses: 9 a 12 horas por noite + duas sestas durante o dia de 2 a 3 horas cada;

6 meses: 11 horas por noite + duas sestas durante o dia de 2 a 3 horas cada;

9 meses: 11 horas por noite + duas sestas durante o dia de 1 a 2 horas cada;

1 ano: 10 a 11 horas por noite + duas sestas durante o dia de 1 a 2 horas cada;

2 anos: 11 horas por noite + uma sesta durante o dia de cerca de 2 horas;

3 anos: 10 a 11 horas por noite + uma sesta de 2 horas durante o dia.

Erros que você não deve cometer para não comprometer o sono do bebê

Há coisas que, às vezes, até mesmo por falta de experiência, acabamos fazendo e que acabam comprometendo o sono do bebê.

Tentar fazer o bebê dormir, porque você acha que é hora de ele dormir, é errado. Você pode acabar estressando ele, e ele acabará resistindo ao sono até quando for a hora de dormir.

Bebê chorando e resistindo para dormir
Forçar o bebê a dormir pode fazer com que ele veja a hora de dormir como algo ruim

Muitas pessoas dizem que dar colo para o bebê o deixará mal acostumado. Eu prefiro pensar que por ser um bebê, e por ser totalmente dependente da mãe, não há nada no mundo que o faça se sentir mais seguro do que um bom colinho. Por isso, negar o colo é um erro.

Outro erro, que é um dos mais comuns e que poderia até lançar aquela perguntinha: “quem nunca?”, é dar o peito para fazer o bebê dormir. Isso tende a deixá-lo acostumado a dormir somente enquanto suga o peito, e você terá sérias dificuldades para tirar esse vício dele.

Por mais que seja exaustivo ter que esperar até mesmo horas para que o bebê durma, não fique brava. Como o sentimento pode ser inevitável diante do nosso estado físico e emocional cansado, se esforce para não demonstrar seu cansaço para o bebê.

Pode parecer que não, mas eles percebem o nosso estado emocional com muita facilidade.

Mitos e verdades sobre o sono do bebê

Por mais que os bebês durmam a maior parte o tempo, eles não dormem muitas horas seguidas. Até os seis meses de idade, eles terão sonecas curtas e frequentes.

No entanto, é muito importante fazer de tudo para favorecer esses soninhos intercalados, o máximo possível.

Pois, quanto mais ele dormir, mais o desenvolvimento dele ocorrerá com facilidade, e a tendência é que ele conseguirá dormir por um longo período durante a noite, sem acordar para comer, o quanto antes.

Há também alguns mitos e verdades que devemos levar em conta, para facilitar o processo:

  • Mito: se o bebê dormir durante o dia ele não dormirá a noite;
  • Verdade: o bebê precisa dormir tanto quanto ele sentir vontade de dormir. Por isso, deixe-o dormir de dia;
  • Mito: bebês que dormem muito tem problemas de saúde;
  • Verdade: pode sim haver bebês que dormem bastante, embora isso não seja comum;
  • Mito: após os 3 meses o bebês dormem a noite toda;
  • Verdade: não há uma regra sobre quando os bebês dormirão a noite toda. Isso varia conforme o desenvolvimento da criança;
  • Mito: o bebê não pode dormir no colo para não ficar mal acostumado;
  • Verdade: é importante acostumá-lo a dormir no berço dele, mas nada impede que ele adormeça no colo e seja colocado no berço.
sono do bebê no berço, após dormir no colo da mãe
Coloque o bebê no berço quando ele estiver bem embalado no sono

Mas afinal, a Olívia passou a dormir a noite toda?

Depois que passaram os primeiros meses, aqueles que são realmente difíceis, e que correspondem a adaptação do bebê com a nova vida, a Olívia começou a dormir cada vez mais.

Ainda tinha fases em que o sono ficava ruim, mas nada que após alguns dias não passasse. Algumas noites eram mais fáceis, mas outras… Eram terríveis!

Em uma dessas noites (ela já com seus 17 meses), tive a certeza de que ela tinha bebido algo além de leite… Queria pular, falar, correr, brincar, jogar tudo de dentro do berço para fora e de fora para dentro.

Passamos a noite e claro, e no final, vimos o sol nascer juntas! Foi lindo no final das contas!

Foram exatos 15 dias assim. Ela acordava de madrugada e não dormia mais. E ponto.

Recorri às amigas que já tinham passado por isso e todas foram unânimes: “É isso mesmo!”.

Oi? Como assim? Não pode ser! Ela dormia bem até outro dia… Não satisfeita, fui buscar ajuda especializada de novo, li livros e ouvi mil histórias. Deu na mesma.

Mas afinal, isso é normal minha amiga!

A história se repete em todas as famílias e os relatos são muito parecidos. É o tal do pico de crescimento, salto de desenvolvimento ou dente nascendo. “Mas fica tranquila que passa”, era o que eu mais ouvia.

Foi aí então que eu decidi entender que esse sono maluco faz parte da infância. Não há o que ser feito. É uma fase de ebulição, de desenvolvimento em ritmo acelerado, e de mudanças constantes.

Por isso, se essa noite ela dormiu mais: ótimo! Me dou por satisfeita e não fico mais na expectativa de que para sempre ela vai dormir assim. A maternidade é assim.

Dizem que quando a gente realmente se dá conta, os bebês já estão dormindo a noite toda e nós já estávamos tão adaptadas a rotina imprevisível da maternidade, que nem nos damos conta.

Conclusão: Definitivamente, o sono do bebê não é igual ao seu

De tudo que me disseram, uma coisa fez sentido: o bebê não nasce sabendo dormir!

Ele apenas se cansa, fecha os olhos e dorme. E 15 minutos é a duração de um ciclo de sono (ai, esse mundo não presta! Porquê só 15 minutinhos, Meu Deus?).

Portanto, para o bebê dormir bem ele precisa aprender a adormecer novamente após o fim de um ciclo de sono. Até que, em algum momento, conseguem emendar um ciclo no outro, no outro, no outro até…

Dormirem (música de “aleluia”ao fundo por favor!) umas 4 horas direto já está ótimo pra começar!

Os adultos dormem 8 horas porque aprenderam a conectar esses ciclos, um a um.

E a mãe? A mãe não é desse planeta e depois que o bebê nasce aprende que dormir é totalmente desnecessário, um luxo para poucos mortais.

Tem que ser Super Poderosa MESMO.

Por isso, siga essas dicas importantes que eu trouxe aqui no post, e tenha paciência! Tudo dá certo no final, sério! Não se esqueça de deixar os seus comentários aqui!

Conte-nos sobre a sua experiência e contribua também com dicas e sugestões! Mães se ajudando, é tudo de bom!


Você pode gostar de saber também:


Vem fazer parte da Lista VIP da Mamãe Super Poderosa. É só se inscrever neste link  http://bit.ly/saiba-mais_mamae-super-poderosa  e ainda baixar o conteúdo especial sobre o que é ser uma Mamãe Super Poderosa.

Beijos,

Juliana Sá e Olívia - Mamãe Super Poderosa

Jú Sá

Blog Mamãe Super Poderosa

1 Comentário

Comentário e Respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *